top of page

Muito podemos aprender sobre uma sociedade e sua evolução ao observarmos os trajes das mulheres e homens. No caso do Rio Grande do Sul, ainda podemos notar diferenças no modo de se vestir entre o gaúcho que vivia no campo e o que vivia na cidade. Ao falarmos de indumentária feminina, um universo de detalhes se expande diante de nós e cada adereço apresenta seus próprios significados, contribuindo para um conjunto único, que reflete a história e cultura de nosso estado.


Pensando nisso, este estudo foi desenvolvido com o intuito de contribuir com a expansão dos conhecimentos referentes a esse tema. A propulsora desse trabalho foi a 52ª edição da Ciranda Cultural de Prendas, concurso promovido pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) que elege todos os anos as prendas do Rio Grande do Sul. Nesse evento, uma das provas consiste na realização e apresentação de uma pesquisa, bibliográfica e de campo, acerca de um tema proposto pelo MTG. Para a referida edição do concurso, o tema proposto para os estudos foi “Joias e acessórios: o uso de joias e acessórios como legado cultural da indumentária feminina no Rio Grande do Sul” e, a partir disso, optamos em aprofundar a pesquisa no uso do leque.


É importante ressaltar que este estudo apresenta um recorte da realidade das mulheres do Rio Grande do Sul. Cabe destacar também que esse recorte se limita a municípios da região norte do estado que compõem a 7ª Região Tradicionalista. Entretanto, mesmo apresentando uma pequena visão do todo, não deixa de ser um universo fascinante de histórias e memórias que precisam ser contadas, além de ser uma porta de entrada que nos instiga a saber ainda mais sobre esse tema singular.


Para compreender a importância da indumentária e dos acessórios na história e para a imagem da mulher, o primeiro capítulo desta pesquisa aborda o que é indumentária, sua evolução histórica e como, desde a origem da humanidade até os dias atuais, a indumentária é utilizada como um meio de comunicação, além de suas funções por necessidade.


Partindo disso, é possível entender o papel das joias e acessórios dentro desse contexto. Os enfeites e adornos utilizados nos trajes comunicam tanto quanto (ou até mais) a própria vestimenta. Dentro desse capítulo também é exposta a importância das joias e acessórios, como eram utilizados pelos mais diferentes povos ao longo da história e quais mais influenciaram a construção da indumentária no Rio Grande do Sul.


A partir dessas informações, optamos em aprofundar este estudo no uso do leque. Assim, o segundo capítulo apresenta a história e evolução desse acessório, quais povos o utilizaram e o que simbolizava para tais. Ainda, são abordadas as tipologias, quais materiais são ou já foram utilizados para a composição dos leques, bem como a linguagem oculta durante a utilização do leque e como foi sua introdução no Rio Grande do Sul.


Para compreender melhor esse aspecto, o terceiro capítulo retrata a utilização e importância do leque na indumentária feminina no Rio Grande do Sul. Como era a indumentária das mulheres que viviam no extremo sul do Brasil nos primeiros anos de colonização até a vestimenta atual e em que contexto o leque era aplicado.


Expandindo este estudo, o quarto capítulo expõe informações coletadas em uma pesquisa de campo realizada no Museu Olivio Otto, em Carazinho, RS, e no Museu Histórico Regional, em Passo Fundo, RS. Dados históricos referentes à formação cultural das cidades levam à compreensão de que maneira o acessório foi introduzido na moda local e como, de certa forma, influenciou a moda regional. Os exemplares encontrados em ambos os museus explicitam e revelam os detalhes dessa indumentária da mulher que ajudou a construir a história da, hoje, Sétima Região Tradicionalista. As visitas aos museus também apontaram quais caminhos poderiam ser seguidos para a próxima parte deste estudo.


No quinto capítulo, encontram-se os relatos da segunda pesquisa de campo realizada junto às mulheres da comunidade regional. As personagens que ilustram este estudo apresentam suas vivências e memórias relacionadas ao uso do leque. Algumas mulheres compartilharam suas histórias e demonstram como, de fato, o acessório era empregado no dia a dia e hoje constitui um legado cultural na sociedade.

O Uso do Leque na Indumentária da Mulher Gaúcha

R$ 69,90 Preço normal
R$ 59,90Preço promocional
Final de Janeiro de 2024
    bottom of page